segunda-feira, janeiro 02, 2006

Ferramentas para Gerenciamento de Testes

O assunto de hoje é acerca do processo de gerenciamento de testes e de casos de teste.

A grande maioria das empresas possui ainda pouca disciplina no processo de testes. Mesmo as organizações que possuem processos e profissionais experientes em técnicas de testes costumam registrar e organizar seus planos, casos de testes e resultados de testes em planilhas Excel e/ou documentos de texto. A grande desvantagem dessa abordagem(como qualquer outra abordagem que não utiliza banco de dados para armazenamento de informações) é a maior dificuldade de gerar relatórios, métricas e buscas específicas de informações.

Temos no mercado excelentes ferramentas pagas como o Rational TestManager e o Mercury TestDirector.

Porém, como sabemos, nem todas as empresas tem orçamento para adquirir soluções deste porte. Isso ocorre mesmo com uma análise demonstrando que estas ferramentas trazem grandes benefícios. Além disso são soluções que não estão disponíveis com facilidade para todos os estudantes e pessoas interessadas em aprender mais sobre processos de testes e conceitos envolvidos nas ferramentas de gestão de testes.

Portanto também indicamos aqui ferramentas open source. As duas mais interessantes que analisei foram o TestLink e o QATrak (outras podem ser encontradas aqui).

O QATrack possui a interface gráfica mais interessante. Porém ela não possui algumas características que considero essenciais e que estão disponíveis no TestLink. Estas características são: o registro de requisitos e o relacionamento destes com os casos de testes, a execução e o armazenamento dos resultados de testes por builds e uma interface para ferramentas de bug tracking (atualmente com Bugzilla, JIRA e Mantis).

Os relatórios gerados pelo TestLink também são mais informativos, incluindo um com os resultados de testes com base nos requisitos.

Conceitos implementados pela ferramenta TesLink:

Especificação de Requisitos: onde os analistas de testes registram os requisitos que serão testados e alocam os casos de testes relacionados a cada um dos requisitos.

Produto, Componente e Categoria: O Sistema sob teste e seus módulos. Uma forma de organizar os casos de testes de cada Produto.

Plano de Testes: Onde são adicionados os casos de testes de produtos relacionados a um plano de testes de um projeto específico.

Casos de Teste: Onde são registradas as informações de cada um dos procedimentos de testes das funcionalidades do sistema.

Build: Uma versão específica de software gerado por um projeto. O Build está relacionado a um plano de testes específico.

Em um artigo futuro descreverei uma idéia para a gestão de projetos utilizando um conjunto de ferramentas open source (algumas integradas e outras não) e uma customização para estas ferramentas baseadas em um processo de desenvolvimento padrão para pequenos e médios projetos. Adianto já que esta idéia terá como fundamentos conceitos retirados do RUP, MSF, Extreme Programming e SCRUM.

Por enquanto recomendo o download do TestLink e sua utilização em projetos. Além da automação dos planos de testes ele trará um benefício para a equipe de testes relacionado com o aprendizado que esta irá obter dos principais conceitos relacionados à diciplina de Testes de Software.

Marcadores:

1 Comentários:

At 4:08 PM, Blogger Rita de Cassia disse...

Como se dar o uso dos Milestones pelo Testlink? Tive dificuldades de compreender, gostaria de saber como usar. O RTH é melhor que o Testlink? PQ?

 

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home


Veja as Estatísticas