quinta-feira, fevereiro 15, 2007

RUP ágil ?

Resposta curta: Sim!!!!

Resposta longa:

Com base no manifesto ágil você pode definir sim o RUP como sendo ágil. Agora uma coisa que se deve lembrar sempre: o RUP não é um processo e sim um framework de processo. Isso significa que customiza-se o RUP de acordo com suas necessidades organizacionais e de projetos. Dessa forma você pode ter um RUP mais "leve e ágil" ou um RUP mais "pesado". No livro de Craig Larman chamado "Agile and Iterative Development: A Manager's Guide" encontra-se uma figura com a escala de processos e é interessante notar que o RUP está tanto do lado ágil como do lado mais pesado.

De qualquer modo, o RUP prega o desenvolvimento iterativo. Só por essa característica ele é mais ágil que seus possíveis concorrentes sequenciais.

A pergunta mais importante é: vocês realizam iterações com avaliações periódicas quando usam o RUP em projetos? Se a pergunta for positiva então você provavelmente usa mesmo o RUP. Se não (se não utiliza iterações), conforme os criadores do RUP, você não usa o RUP mas apenas seus artefatos dentro de outro processo de desenvolvimento.

Para quem não acredita no parágrafo acima vide:

http://www.agilealliance.org/system/article/file/941/file.pdf (fortemente recomendável!!! O título é ótimo: "How to Fail with the Rational Unified Process: Seven Steps to Pain and Suffering") .

É um artigo escrito a três mãos sendo que dois dos autores são os mantenedores do RUP. Olhe que maravilha o que escrevem para provar que RUP é ágil no passo 2:
"The RUP was not meant by its authors to be either heavy or predictive, and it is due to superimposition ofincorrect process ideas or misunderstanding of the RUP, exacerbated by the large set of detailed process documentation that the RUP product provides, that it could be so mischaracterized or poorly implemented.The authors of the RUP intended and encourage it to be applied in a light, agile, adaptive process spirit."

E no passo 4 está a ênfase no desenvolvimento iterativo.

Outro artigo, sobre a versão mais nova do RUP:
http://www-128.ibm.com/developerworks/rational/library/oct05/kroll/

Note o que escrevem(no segundo artigo) no princípio de demonstrar valor iterativamente(Anti-pattern é algo que não deve ser feito quando se usa o RUP. Um anti-pattern é uma prática ruim que costuma ser encontrada no mercado, diferentemente do pattern que é uma prática boa em determinado contexto):

Demonstrate value iteratively
"Benefits: Early risk reduction, higher predictability, trust among stakeholders

Pattern: Adaptive management using an iterative process. Attack major technical, business, and programmatic risks first. Enable feedback by delivering incremental user value in each iteration.

Anti-pattern: Plan the whole lifecycle in detail, track variances against plan. Detailed plans are better plans. Assess status by reviewing specifications."

Marcadores: ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home


Veja as Estatísticas