quinta-feira, janeiro 11, 2007

Scrum, OpenUP e CMMI

Este artigo se originou de uma pergunta endereçada à lista de discussão OpenUP/Basic. A pergunta original questiona a possibilidade de conseguir ser avaliado como CMMI nível 2 utilizando o OpenUP.

O OpenUP/Basic segue a filosofia do manifesto ágil e prega que "Software executando é mais importante que documentação" e que "Pessoas são mais importantes que processos". Isso não significa que não há documentação e processo, o que é provado pelos inúmeros artefatos existentes, pelas disciplinas e pela existência do planejamento em cinco níveis das metodologias ágeis. Apenas ilustra o fato que devemos nos focar fortemente nas pessoas e nas interações entre elas, especialmente na transferência de conhecimento tácito. E que também devemos lembrar que o processo iterativo é fundamental para gerar software executável em curtos períodos de tempo.

Eu, particularmente, considero que ele atende tranquilamente o CMMI 2 já que o OpenUP/Basic:

Possui disciplina de requisitos -> atende a PA de REQM
Possui disciplina de Gestão de Configuração e Mudança -> atende a PA de CM
Possui disciplina de Testes -> atende a PA de PPQA
Possui disciplina de Gestão de Projetos -> atende a PA de PP e PMC
Possui gestão e avaliação de resultados de iteração e de projetos (tem por padrão o Project Burdown e o Iteration Burndown. Permite definição de mais métricas ) -> atende a PA de MA (você poderia usar o Practical Software Measurement para detalhar ainda mais outras métricas que você tiver interesse em incluir).

Ficaria faltando a PA de SAM (sendo que gestão de fornecedores - SAM - também não é tratada pelo RUP 7.0 em sua versão base).

A diferença é que, dependendo do assessor que irá verificar suas práticas (talvez seja uma pessoa que goste de ter evidências mais explícitas em formas de documentos do que evidência tácitas em forma de entrevistas), talvez você precise gerar documentos adicionais (Por exemplo, um plano de gerência de configuração. Ele existe no RUP mas não existe no OpenUP/Basic). A vantagem é que você pode utilizar a ferramenta EPF Composer para customizar o OpenUP do jeito que você necessita.

Mas vale sempre lembrar um detalhe: o foco do OpenUP e de todos os processos ágeis é te dar um aumento radical de produtividade e qualidade (reduções em até 50% no prazo de entrega de projetos, mantendo alta a qualidade). Ele não tem como objetivo apenas demonstrar que você está aderente a um modelo ou não. Muitas empresas se focam no CMMI e não em realmente melhorar seu processo. O que ocorre muitas vezes é que acabam burocratizando demais seus processos, tornando seus projetos lentos e pesados.

Segundo o artigo da InfoQ, o uso de Scrum, quando bem implementado, pode trazer o processo de uma organização para o CMMI nível 3. O OpenUP/Basic utiliza muitas práticas e princípios do Scrum e, portanto, creio que essa afirmação também se adequa ao OpenUP. Recomendo a leitura dos seguintes endereços para apoiar no processo de ser avaliado em níveis do CMMI utilizando processos ágeis:

http://www.cmmifaq.info/

http://www.agilecmmi.com/

http://www.infoq.com/news/2006/11/case-for-agile-cmmi5

http://www.entinex.com/agilecmmi/

http://agile2005.org/XR14.pdf

http://jeffsutherland.com/scrum/2006/11/scrum-supports-cmmi-level-5.html

Marcadores: , , ,

5 Comentários:

At 1:37 PM, Anonymous Barbeita disse...

Olá Papo,

também já pesquisei um bocado sobre essa dobradinha (CMMI + SCRUM) mas ainda não integrei o SCRUM com o CMMI na prática. Não sei se vc conhece mas tem um artigo de um pesquisador da PUC-RJ (wer.inf.puc-rio.br/WERpapers/artigos/
artigos_WER05/alexandre_zanatta.pdf) que descreve bem o mapeamento entre as práticas e as PAs do CMMI Level 2 e sugere como solucionar os gaps. Dê uma olhada. Talvez valha a pena como mais uma fonte de consulta p/ quem tem q integrá-los.

sds,

 
At 7:18 PM, Blogger Hillel disse...

Thanks for the links!

-->> Hillel

 
At 2:48 PM, Blogger Sbronka !! disse...

Papo,
só um comentário sobre seu mapeamento: a disciplina de testes está longe de atender à PA PPQA do CMMI. Testes é uma disciplina que atende ao Controle da Qualidade (abordado pela PA VER), assim como outras técnicas de verificação: walkthrough, inspeção formal, peer review. Garantia da Qualidade não tem a ver com teste de produto, mas com a observação do uso do processo na construção do produto. Afere o grau de aderência das práticas executadas num projeto contra aquelas preconizadas pelo processo (métodos, técnicas, ferramentas e padrões) adotado pela organização.
Sua abordagem sobre a utilização do CMMI "per si" em algumas organizações é correta. Muitas vezes a própria consultoria que auxilia estas empresas é a "culpada" por esta visão: afinal o sucesso do trabalho do implementador é dado pela certificação da organização, então este - principalmente quando é contratado como consultoria - tem o seu foco na avaliação SCAMPI e não na melhoria contínua do processo e do produto da organização que o contratou. Daí da-lhe burocracia sometne para atender às necessidades de criar evidências. Muitos Lead Appraisers constatam isso: processos mais pesados do que deveriam ser porque os implementadores abordam todas as recomendações do CMMI como fim em si.
Mas isso não invalida o uso do modelo como uma referência para se alcançar projetos de alta qualidade, confiabilidade e rentabilidade.

 
At 3:05 PM, Blogger José Papo, MSc disse...

Olá Sbronka,

Realmente PPQA e VER são maiores do que apenas a disciplina de testes. Seria preciso incluir aspectos de revisões, inspeções e auditorias de qualidade no OpenUP para que ele ficasse aderente, caso a empresa desejasse isso. Minha idéia era mostrar que o OpenUP não está tão longe assim do modelo.

Abraços!

 
At 1:14 PM, Blogger Samuel Diniz Casimiro disse...

Papo, ótimo artigo! Estou estudando o MPS.BR, mas percebo que conteúdo sobre isso na net é escasso. Por isso, resolvi ir logo na fonte e pesquisar sobre CMMi. Gostaria de saber, na prática (prática mesmo!) o que a área de desenvolvimento de software de uma empresa em geral precisa fazer para atender ao nível 2 do CMMi (níveis G e F do MPS.BR). Você tem algum livro para recomendar (pode ser em inglês) ou algum artigo ou site? Ah, gostei muito do artigo recomendado pelo Barbeita. Já ajudou bastante! Abraço e parabéns.

 

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home


Veja as Estatísticas