terça-feira, março 09, 2010

Visao: Um ingrediente chave para o sucesso de um projeto de desenvolvimento de produto

Elaborar um consenso sobre a visão de um produto e de seus objetivos principais é constantemente citado como um dos ingredientes fundamentais para o sucesso de um projeto (que visa a construir um release desse produto). Essa afirmação é citada fortemente por Jim Highsmith em seu excelente livro Agile Project Management: Creating Innovative Products, 2nd edition.

O RUP (Rational Unified Process) já dizia isso claramente também em seu processo. Mas, como inclusive discutimos em uma thread da lista Scrum Brasil, a tendência da maioria das pessoas que adotaram o RUP foi de tranformá-lo em um processo cascata e com foco em artefatos. Vale lembrar que desde o início o RUP define em seus princípios um foco em resultados e em desenvolvimento iterativo com entrega contínua e constante de valor para os clientes. Por causa das deturpações e do foco em artefatos, muita gente "preenche" o documento de Visão. Esse é um erro grave e que não atende o objetivo de definir em colaboração os objetivos do projeto.

Se a Visão é tão importante em qualquer projeto de desenvolvimento de um produto, por que tantos times sofrem com a falta de Visão? A resposta é que criar uma Visão interessante, objetiva, realista e focada é difícil. Ainda mais difícil porque elaborar a Visão de um produto não é "preencher" um documento... é discutir colaborativamente, com TODOS os stakeholders, os porquês, os o quês (o quês de alto nível) e os trade-offs de um produto.

Alguns podem se perguntar: mas se o processo é Ágil/Iterativo e a natureza do desenvolvimento de um produto é algo volátil, como criar uma visão clara e firme? Essa dicotomia se resolve, de acordo com Highsmith, quando você lembra que os detalhes dos requisitos sim são voláteis, mas não a visão geral dos objetivos de negócio que devem ser atingidos.

Projetos que começam com um Visão clara do que precisam construir como produto e dos tradeoffs que enfrentam tem a seguinte vantagem: entregar dentro de um prazo e de um custo fixo. Prazo e custo fizo em processo ágil? Esse Papo tá de papo com a gente... ficou louco! Não... rs. Projetos que usam um processo Ágil podem ter prazo e custo fixo sim. O prazo e o custo podem ser fixos, o que variará é o escopo! E essa variação do escopo é ótima, pois conhecendo os objetivos de negócio do produto fica mais fácil tomar a decisão mais importante em um projeto de desenvolvimento de software: saber o que NÃO construir. A visão nos ajuda a entender o que é menos importante e que em muitas instâncias não irá ajudar a resolver os problemas dos stakeholders do projeto. Ajuda a eliminar ou despriorizar aqueles requisitos que raramente ou nunca serão usados, conforme pesquisa do CHAOS Report.

Não vou dar dicas e técnicas de como criar uma Visão interessante e útil (só uma :-) !). Outros autores já fizeram isso bem melhor do que eu poderia fazer nesse artigo. Recomendo que comecem pelo livro do Jim Highsmith que já citei acima. A dica que vou dar e que parte de diversos autores (Mike Cohn, Scott Ambler, Philipe Kruchten e Jim Highsmith) é: Com o consenso sobre a visão podemos iniciar as iterações do projeto para construir o produto final pedaço a pedaço. Não precisamos esperar TODOS os requisitos detalhados serem definidos. Se o produto é pequeno, uma única reunião com todos os stakeholders pode ser suficiente para elaborar essa Visão. Se o produto é médio ou grande, utilize a idéia da Iteração Zero (o mesmo que a famosa "Fase de Iniciação" do RUP).

Meu foco neste post foi lembrar e reforçar o seguinte: a Visão NÃO é um documento a ser preenchido (só de escrever essa frase me dá arrepios!). Ela é um esforço consensual do time de stakeholders para definir quais problemas precisam resolver, quais objetivos de negócio devem ser atingidos, o que esperam do produto final como solução e os trade-offs que devem ser respeitados. Lembre-se: o sucesso de um projeto de desenvolvimento de um produto depende diretamente do alinhamento da equipe com a Visão e os objetivos de negócio.

2 Comentários:

At 12:29 PM, Blogger Paulo Vasconcellos disse...

Caro Papo,

É preciso dizer que o RUP ajudou um pouquinho com essa coisa de construir a Visão "preenchendo um documento". Em minha opinião, aquele "templatizinho" não deveria existir.

Parabéns pelo artigo. Abraços,

Paulo Vasconcellos

 
At 8:36 PM, Blogger marco.hisatomi disse...

Papo,

O foco realmente é necesário, o documento também é importante dependendo do comprometimento dos envolvidos, mas nem sempre um documento vai resolver uma crise.

Concordo plenamente quanto diz "O prazo e o custo podem ser fixos, o que variará é o escopo!".

Contudo o mais importante é manter objetivos únicos na equipe, e alinhamento (como você escreveu) é tudo numa equipe.

Você está, +1x, de parabéns!

Abraço
Marco Hisatomi

 

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home


Veja as Estatísticas