sexta-feira, março 30, 2007

Gerenciamento de Projetos no OpenUP e OpenUP/Basic

O planejamento de projetos do OpenUP é fortemente baseado em Scrum.

A gestão de projetos no OpenUP/Basic funciona da seguinte forma:


O Gerente de Projetos trabalha com os stakeholders para criar um plano de projeto macro, baseado na Visão do Projeto. Esse plano descreve os tamanhos e objetivos das quatro fases e das iterações de cada fase: Iniciação, Elaboração, Construção e Transição.

No começo de cada iteração o Gerente de Projetos trabalha com os stakeholders para priorizar requisitos, requisições de mudança e defeitos da Lista de Itens de Trabalho para alocá-los na iteração subseqüente.

O Gerente de Projetos desenvolve junto com a equipe de desenvolvimento um Plano de iteração detalhado com base nos objetivos e prioridades definidos. Os membros trabalham nos itens de trabalho, fornecendo continuamente ao gerente de projetos estimativas refinadas para as tarefas necessárias e o status de cada uma delas.

No final de cada iteração deve ser gerado um produto de software funcionando que possa ser demonstrado aos stakeholders. No final de cada iteração o Build deve incluir os resultados de testes e as conclusões e avaliações devem ser capturadas num documento de Avaliação da Iteração.

O time demonstra o progresso contínuo ao reportar o número de itens de trabalho fechados por meio de um gráfico de Burndown do Projeto. É possível usar um Burdown de iteração para mostrar progresso dentro de cada iteração.

Riscos são gerenciados continuamente através de um trabalho pró-ativo de análise da Lista de Riscos.

Segundo o exemplo de plano de iteração e o exemplo de work items list que se encontra no OpenUP/Basic pode-se colocar a criação de artefatos como atividades. Eles podem ser sub-tarefas de uma atividade ou uma atividade e work item por si só.

Marcadores: , ,

1 Comentários:

At 4:18 PM, Blogger Wagner disse...

Legal ver que o OpenUP está repercutindo de forma séria no nosso mercado... muitas (e muitas mesmo, a maioria!) de nossas empresas não têm como arcar com customizações do RUP, muito menos com suas ferramentas e consultorias caríssimas.

Wagner Nunes.

 

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home


Veja as Estatísticas