terça-feira, agosto 29, 2006

Tipos de evidências para aderência ao CMMI, de acordo com o SCAMPI

Uma informação interessante que postei no grupo de discussão do CMM-Brasil, devido a uma pergunta acerca de artefatos diretos e artefatos indiretos:

Você pode ter três tipos de evidência, de acordo com o livro "SCAMPI Distilled":

Artefato Direto --> Saídas tangíveis resultantes da implementação de uma prática específica ou genérica.

Artefato Indireto --> Artefatos que são consequência da realização de uma prática específica ou genérica ou então que substanciam sua implementação, porém não são o objetivo pelo qual a prática é realizada.

Afirmação --> Declarações Orais (Entrevistas)ou escritas confirmando ou suportando a implementação de uma prática específica ou genérica.

Para dar um exemplo, na PA de "Measurement and Analysis", poderíamos ter em relação à prática específica de "Especificar medições":

Artefatos diretos --> Definições das medições base, das medições derivadas e de indicadores; seleções de limites para medições e critérios de decisão baseados no impacto da variação desses limites definidos. Usualmente esses itens fazem parte (de acordo com o PSM - Practical Software Measurement) do plano de métricas.

Artefatos indiretos --> Atas de reunião e emails relacionados às atividades de definir cada uma das medições.

Portanto, pode-se dizer que, para o SCAMPI, diversas das práticas específicas definem como artefatos indiretos as atas de reunião, anotações, emails entre outras evidências que demonstrem a aderência ao processo durante o ciclo de vida do projeto (mas que não são resultados diretos da aplicação de uma prática).

Marcadores:

domingo, agosto 27, 2006

Meu Trabalho de Qualificação de Mestrado!

Acabei de disponibilizar meu Trabalho de Qualificação apresentado ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo - IPT, para obtenção do título de Mestre em Engenharia de Computação. A Área de concentração é Engenharia de Software e meu orientador é o Professor Doutor Mauro de Mesquita Spínola. Em meados de março de 2007 pretendo fazer a defesa final!

A qualificação já está disponível na seção de downloads pessoais, no meu site Erudio.

Marcadores:

segunda-feira, agosto 07, 2006

Leituras da Semana VII

Minhas novas recomendações de leituras:

A primeira é o livro Managing Iterative Software Development Projects de Kurt Bittner e Ian Spence. Devo dizer que esse livro é leitura essencial para quem vai gerenciar um projeto REALMENTE baseado no RUP e/ou outros processos ágeis(isto é, tem de ser iterativo!). Os autores são os mesmos que escreveram o melhor livro sobre casos de uso chamado Use Case Modeling. Para maiores detalhes leiam a resenha que fiz na Amazon sobre o livro.

Ainda sobre o Processo Unificado, vale a pena a leitura do livro Agility and Discipline Made Easy: Practices from OpenUP and RUP de Per Kroll e Bruce MacIsaac. É um livro que destrincha a mais nova versão do RUP, inclusive a versão aberta mais leve e ágil chamada OpenUP. Aqui fica fácil perceber a adoção, realmente forte desta vez, do manifesto ágil dentro do RUP.

Para fechar, um livro realmente muito bom e prático sobre automação do processo de builds e releases chamado IBM Rational® ClearCase®, Ant, and CruiseControl: The Java™ Developer's Guide to Accelerating and Automating the Build Process de Kevin Lee. Apesar de focar especificamente nas ferramentas Rational ClearCase e CruiseControl, o livro explica e possui conceitos excelentes que podem ser aplicados para quaisquer ferramentas de controle de versões e integração contínua. Eu diria que é um livro obrigatório para especialistas ClearCase e uma leitura importante para engenheiros de build, release e especialistas em outras ferramentas de controle de versões.

Marcadores:

quinta-feira, agosto 03, 2006

Automação para as massas!!!

Finalmente a IBM DeveloperWorks iniciou uma série de artigos sobre automação para desenvolvimento de software. Seu autor é Paul Duvall, CTO da Stelligent. Interessante que segue os moldes dos meus artigos aqui desse blog :-) !

O primeiro artigo trata da inspeção contínua de código utilizando as ferramentas CPD, CheckStyle e JavaNCSS.

Ele também traz dicas de como integrar as ferramentas de inspeção de código com a ferramenta de integração contínua CruiseControl e como colocar uma lâmpada de ambiente que muda de cores se a complexidade aumenta :-) !!!

No artigo do mês de setembro ele fará uma análise de três ferramentas de Integração Contínua: CruiseControl, LuntBuild(escrevi um artigo em português sobre ela que, inclusive, está como link no site da ferramenta!!!) e Continuum.

A Automação nunca foi tão divertida!!!!!

Marcadores:

terça-feira, agosto 01, 2006

Mini-workshop Gerenciamento Ágil de Projetos

Caros,

Eu e um grupo de amigos fizemos um evento em São Paulo - SP(descrito abaixo) sobre Gerenciamento Ágil de Projetos.

É importante lembrar que foi um evento completamente gratuito e sem o sponsorship de nenhuma empresa (mas o Ibope gentilmente nos cedeu o espaço. Voltamos a agradecer ao Luciano Rabottini por esse apoio!!!).

O feedback dos participantes foi muito bom. Todos com quem conversamos comentaram que as expectativas que tinham foram excedidas!

Este grupo de amigos continuará fazendo esta ação, bem como outros workshpos, com o intuito de espalhar cada vez mais a importância da agilidade e da iteratividade para o desenvolvimento de software.

As apresentações já estão disponíveis na seção de downloads do workshop, no meu site Erudio.

------------------------------------------

Seminário Gerenciamento de Projetos Iterativos e Metodologias Ágeis

Data: 05 de Agosto de 2006, das 9h00 às 13h00

Público alvo - gerentes de projeto e demais profissionais que estejam envolvidos com projetos de software.

Objetivo: Apresentar as características de projetos iterativos de desenvolvimento de software e suas implicações no gerenciamento de projetos; apresentar as metodologias ágeis, seus objetivos e suas implicações no gerenciamento de projetos de software.

Apresentações:

Introdução ao Gerenciamento de Projetos de Software Iterativos e Metodologias Ágeis

Marcio Tierno

Projetos de Software oferecem desafios específicos para sua realização e seu gerenciamento. Segundo os relatórios de firmas como Gartner Groups, Standish Group e outras, 75% dos projetos de software não são bem-sucedidos. Este apresentação foca nos aspectos que levam os modelos tradicionais de desenvolvimento e gestão de projetos de software a possuírem alto índice de fracassos e apresenta alternativas baseadas na adoção de processos iterativos e ágeis de desenvolvimento, assim como suas implicações no gerenciamento desses projetos.


Contratação de projetos de software, manutenção de sistemas e portfólio de projetos com agilidade: Uma introdução.

José Paulo Papo

Tópicos: - Tipos de contratos - Como escolher uma forma de contratação - Aquisição progressiva e RUP - Contratos de escopo variável - Gerenciando e organizando manutenções de sistemas legados com exemplo do SCRUM - Como planejar e organizar o portfólio de projetos iterativos


O Manifesto Ágil e a Declaração de Interdependência: O que isso significa para nós?

Juan Esteban Bernabó

Alguns dos mais renomados líderes na indústria de desenvolvimento de software se reuniram por alguns dias, numa estação de ski, e chegaram a um conjunto de valores e princípios que eram comuns nas suas práticas. Um outro grupo, com foco na liderança de projetos, criou a Declaração de Interdependência, onde manifestam os pontos chaves no sucesso dos seus projetos. Ambos serão apresentados e discutiremos
como os princípios e valores ali expressos se encaixam na nossa realidade e o que isso significa para nós.


Teoria das Restrições (TOC): Um Toque

Adail Retamal

Em 1984 foi publicado um livro, no estilo novela, que revolucionou o pensamento gerencial do mundo. "A Meta", de Eliyahu Goldratt, é hoje leitura obrigatória em universidades, MBA's e corporações de todos os portes. Mas o que isso tem a ver com desenvolvimento de software? E principalmente, qual a relação com a agilidade? Respostas (e mais perguntas) estarão neste workshop.


Apresentadores:

Marcio Tierno é Executivo de Vendas para produtos de Desenvolvimento da Compuware do Brasil. Atua na área há 16 anos, tendo trabalhado em empresas como IBM, Rational Software, BCP Telecomunicações, entre outras. Cursou Ciência da Computação na Unicamp, é certificado ITIL Foundations e Rational Requirements Mngt. Marcio já prestou consultoria e ministrou dezenas de treinamentos em Ger. de Projetos, Requisitos e demais disciplinas de desenvolvimento para empresas como Serpro, Xerox, BankBoston, Banco Itaú, Banco Votorantim, Cargill, Porto Seguro e outras de grande porte, no Brasil e no exterior.

José Papo é Engenheiro de Processos de Software. Professor de graduação da Universidade São Judas Tadeu nos cursos de Ciências da Computação e Sistemas de Informação. É também professor de pós-graduação da FIAP nos cursos de Engenharia de Processos de Software com RUP e Engenharia de componentes com Java. Mestrando em engenharia de computação no IPT e possui pós-graduação em Engenharia de Software pela Universidade São Judas Tadeu. Possui as certificações: IBM Certified Specialist for Rational Unified Process, IBM Certified Specialist for Requirements Management with Use Cases, OMG UML 2.0 Certified Professional e ITIL Foundation Certified. Já trabalhou com gestão de projetos, especificação de requisitos, análise e design,
programação e testes de sistemas estruturados e orientados a objetos nas empresas TecBan, 7Comm, Politec, Computer Associates e Ogeda.

Juan Esteban Bernabó é Fundador e Primary Consultant da TeamWare do Brasil, uma empresa de consultoria focada em auxiliar organizações de desenvolvimento de software a otimizar seus processos, criar ativos de software, implantar processos ágeis e utilizar de forma eficaz a tecnologia de objetos. Ele trabalha há mais de 15 anos em desenvolvimento de equipes de software altamente eficazes, definição de produtos, projetos, gerenciamento e coordenação de equipes de desenvolvimento, arquitetura de produtos, arquitetura de software, definição de políticas de reuso e avaliação de produtos OpenSource para integrar com produtos comerciais.

Adail Retamal é Engenheiro Eletrônico pela Universidade Federal de Uberlândia-MG. Desenvolvedor desde 1983, participou de projetos em diversas áreas como telecom, atacado, saúde, educação, governo e software houses. Lecionou nos departamentos de Ciências da Computação na Unit e UFU (Uberlândia). Pesquisa e ensina sobre Engenharia de Software, também divulgando através de palestras e artigos em sites e revistas. Atualmente é Arquiteto de Soluções na Borland Latin America, atuando especialmente em consultorias de processos e metodologias de desenvolvimento, além de ministrar treinamentos e participar de avaliações para CMMI. Foi consultor em um grande projeto na Infosys, em Pune, Índia. Possui as certificações Microsoft Certified Product Specialist (Windows/NT/TCP-IP), Borland Certified Product Specialist and Instructor (Delphi, CaliberRM, StarTeam, Together), Borland/TeraQuest Certified Workshop Instructor.

Marcadores: ,


Veja as Estatísticas